MEI: vantagens de se tornar um microempreendedor individual mesmo com o nome sujo

MEI-vantagens-microempreendedor-individual

Se tornar MEI pode ser uma solução para quem está com o nome sujo na praça. 

Sabemos que não ter crédito é uma situação bem desagradável, que aumenta a dificuldade de obter soluções para colocar a vida financeira em dia. Por isso, se tornar um microempreendedor individual pode resolver dois problemas de uma única vez. 

Pois, enquanto você resolve a sua situação financeira, é possível voltar a ter o acesso a financiamentos, empréstimos e oportunidades especiais.  Acompanhe o artigo e descubra as vantagens de se tornar um microempreendedor individual mesmo com o nome sujo!

Aproveite para ler também: Emissão de nota fiscal para MEI: você tem feito corretamente?

O que é MEI?

O MEI, Microempreendedor Individual, diz respeito a um modelo empresarial simplificado. Criado pela Lei Complementar n°123 de 2018, tem como finalidade facilitar o acesso da população à formalização de seu próprio negócio.

Quem se enquadra no MEI, adota o regime tributário Simples Nacional, um dos mais populares e  econômicos do país. Como o próprio nome já deixa claro, a proposta deste tipo de empresa é simplificar o cumprimento das obrigações tributárias.

Por isso,  para realizar o pagamento dos tributos referentes ao mesmo, o empresário deve realizar o pagamento da DAS, Documento de Arrecadação do Simples Nacional, de forma mensal. Uma guia única responsável pela unificação de oito tributos. 

Com o MEI, muitos brasileiros que já ofereciam seus produtos e serviços de maneira informal, puderam adquirir mais proteção social, oportunidades e direitos. Existem muitas vantagens em se tornar MEI, e é sobre isso que veremos a seguir:

Vantagens de se tornar MEI

Listamos abaixo as vantagens de se tornar um microempreendedor individual:

  • Possuir CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica) e alvará de funcionamento;
  • Ser capaz de emitir nota fiscal;
  • Ter a possibilidade de vender para órgãos governamentais;
  • Dispor de certos produtos bancários disponíveis para empresas, como linhas de crédito e financiamentos com condições especiais;
  • Aproveitar custos reduzidos no pagamento de tributos;
  • Usufruir de impostos resumidos em uma única guia DAS (Declaração de Arrecadação do Simples Nacional);
  • Oportunidade de contratar um colaborador em regime CLT;
  • Ganhar direitos previdenciários como salário maternidade, aposentadoria e pensão por morte;
  • Comprar carro com desconto (o valor pode chegar a 30% mais em conta);
  • Contratar plano de saúde com menos custos.

Aprenda mais sobre: Vai precisar demitir? Então faça isso da maneira mais correta e ética possível.

Quem pode se tornar um microempreendedor individual

Para desfrutar das vantagens de se tornar MEI é preciso atender alguns requisitos. Confira:

  1. É necessário ter 18 anos ou ser emancipado a partir dos 16;
  2. Não pode ser sócio, administrador ou titular de outra empresa;
  3. Deve exercer uma das atividades apresentadas na Resolução CGSN nº 140 ou na lista de atividades do Portal do Empreendedor;
  4. Precisa faturar até o limite de R $81 mil por ano.

Percebeu que não há impedimento para quem está com o nome sujo? Pois é, possuir restrições no CPF não é uma barreira. Inclusive, se você está com o nome sujo, abrir um CNPJ pode ser a chance que faltava para mudar de vida. 

Como quitar as dívidas?

O SPC e Serasa oferecem serviços online de regularização de nome. Portanto, é possível negociar a sua dívida com os lucros do MEI. Essa é uma das vantagens de se tornar um microempreendedor individual.

Após o pagamento da dívida, demora em média 5 dias úteis para que o nome fique limpo de vez. Além disso, é bom observar se a sua dívida já tem mais de 5 anos ou se entrou no processo de renegociação. 

Como abrir o seu MEI?

É bem simples abrir um MEI e começar a usufruir das vantagens de se tornar um microempreendedor individual. Primeiro, saiba qual tipo de negócio será, e o nome da sua empresa. Depois, veja se a atividade que escolheu está presente na lista do MEI.

É possível abrir o MEI através da internet, seguindo o passo a passo:

  1. Acesse o Portal do Empreendedor e vá em “Quero ser MEI” que está na página inicial;
  2. Clique em “Formalize-se” que é logo a primeira opção;
  3. Digite seu CPF para criar ou acessar sua conta gov.br;
  4. Depois é preciso inserir dados pessoais como RG, telefone, e-mail, etc; 
  5. Por fim, defina a atividade da empresa e adicione endereço;
  6. Para encerrar, basta aceitar as declarações e clicar em “Continuar”.

Um código será enviado para o seu celular. Pronto, os documentos, alvará provisório e certificado de condição de MEI ficarão disponíveis. 

Precisa de ajuda com a gestão da sua empresa? Entre em contato com um de nossos especialistas e tire todas as suas dúvidas!

Nós, da AJCD Contabilidade, aplicamos a Contabilidade Consultiva para gerar resultados positivos para a sua empresa.

Se você gostou do artigo sobre as vantagens de se tornar MEI mesmo com o nome sujo, fique ligado em: Foi excluído do Simples Nacional? Saiba o que fazer!

Aproveite para curtir as nossas redes sociais e compartilhar o conteúdo do nosso blog com os seus amigos. Até a próxima! 

MEI: vantagens de se tornar um microempreendedor individual mesmo com o nome sujo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo