Pix: Você conhece esse novo meio de pagamento?

Descubra o que é o pix e como ele pode ser utilizado.

Ainda no início deste ano, o Banco Central do Brasil anunciou o Pix, uma nova modalidade de pagamento instantâneo que possibilita que uma pessoa faça transferências e pagamentos em tempo real.

E o mais importante, os usuários de aplicativos digitais poderiam fazer qualquer uma dessas operações de forma gratuita.

Faça a leitura de nosso artigo e compreenda como esta nova forma de pagamento poderá te ajudar. Vamos lá? 

 

O que é Pix?

O Pix é uma nova modalidade de pagamentos de forma instantânea e gratuita. O seu intuito é facilitar a transferência de dinheiro entre pessoas físicas. 

Além disso, ele promete agilizar o pagamento de contas e até mesmo o recolhimento de impostos e taxas de serviços, dentre outras várias possibilidades. 

Sendo assim, tendo como principal fator de diferenciação dos demais modelos a sua agilidade. Uma vez que não possui restrição de horários e dias úteis para a realização de TED ou DOC.

O Pix irá permitir a realização destas operações 24 horas por dia nos sete dias da semana. 

Portanto, esta nova ferramenta tem como principal objetivo a integração de todo o sistema bancário. Por este motivo, as transações poderão ocorrer entre diferentes instituições bancárias, independentemente do horário.

Até o momento, o Pix ainda não está em operação no Brasil. No entanto, fique tranquilo, esta nova modalidade já tem dia para entrar em vigor. E estará disponível a partir do dia 16 de novembro. 

Alguns bancos, como o Nubank, um banco digital já liberou para seus usuários uma plataforma de cadastro de chaves. Assim, a partir da data prevista, todos poderão fazer transferências e pagamento de maneira mais ágil.

Ressaltamos que o Pix poderá ser utilizado tanto por pessoas físicas quantos as jurídicas

Aproveite para ler: CONHEÇA OS BENEFÍCIOS DA CONTABILIDADE DIGITAL PARA SUA EMPRESA

 

Como vai funcionar o Pix?

Segundo as orientações do Banco Central, todas as instituições financeiras com mais 500 mil clientes devem oferecer o Pix como meio de pagamento de suas contas dentro dos aplicativos digitais.

Ou seja, não será preciso fazer o download de um aplicativo secundário, o Pix poderá ser encontrado dentro dos aplicativos mobiles de cada instituição bancária. 

Em resumo, ele irá funcionar por meio de um Sistema de Pagamentos instantâneos, o SIP. Este sistema é gerado pelo Banco Central e conectado as contas de todas as instituições participantes do programa. 

Portanto, não confunda o Pix com uma conta bancária, mas sim um novo meio de pagamento que um usuário irá se conectar. 

 

Contas PI

As contas de PI fazem parte do ecossistema Pix. Desta forma, o principal objetivo das contas de PI, é:

  • Fazer o registo do saldo e liquidar operações pelo PIX;
  • Fazer o registro e transferências, realizar pagamentos e garantir a liquidez destes valores. 

Ou seja, o Banco Central irá manter o registro de todas as operações feitas pelo PIX, a fim de garantir que haja sempre dinheiros suficiente para que tais valores possam ser liquidados. 

 

Chaves Pix: o que são?

De acordo com a definição do BC, as chaves do Pix são ferramentas a serem utilizadas para identificar a sua marca. 

Logo, nos deparamos com quatro possibilidade diferentes de chaves Pix:

  • CPF ou CNPJ;
  • E-mail;
  • Número de telefone celular;
  • Chave aleatória.

Sendo assim, torna- se possível fazer o cadastro de mais de um e-mail e também de mais de um número de telefone. 

Para o uso como pessoa física, é possível registrar até cinco tipos de chaves por conta, quanto para uso de pessoas jurídicas o registro permite até 20 chaves por conta.

No entanto, como forma de segurança, não é possível utilizar a mesma chave para mais de uma conta. Caso utilize o CPF como chave em uma conta, não poderá utilizá-lo em uma segunda conta.

Ressaltamos que o cadastro no Pix não será obrigatório para a realização de pagamento ou transações. Contudo, o BC recomenda que o cadastro seja realizado devido a sua praticidade e rapidez. 

 

Pix e outros meios de pagamento

Ao lançar o Pix, a intenção não é extinguir outras modalidades de pagamento, como cartão de crédito, TED, DOC e etc. Apesar de se diferenciar dos demais encontrados.

As principais diferenças entre o Pix e as transferências TED é o fator do Pix permitir a realização de transações 24h por dia, sem a cobrança de tarifas. 

Assim, as mesmas diferenças entre Pix e TED servem para o DOC. Com exceção de que, ao contrário do DOC, as transferências feitas pelo Pix caem no mesmo dia

 

Como usar o Pix?

O modo de uso do Pix é simples. Veja a seguir o passo a passo. 

  • Leia o QR Code pela câmera de seu celular;
  • Informe a chave do Pix do recebedor, ou digite dados da conta bancária; 

Serão estes os passos, de forma simples e rápida. Além disso, também será possível agendar pagamento de boletos e fatura.

Esperamos que o leitor tenha gostado deste conteúdo. Precisa de ajuda com a contabilidade de sua empresa. Entre em contato com um de nossos especialistas e tire todas as suas dúvidas!

Se você gostou do artigo, fique ligado em como ABRIR EMPRESA APÓS A CRISE E A NOVA POSTURA PARA O EMPREENDEDORISMO

Pix: Você conhece esse novo meio de pagamento?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo