17 jun 2020

Prestação de serviços: como empreender nesse segmento?

prestacao-de-servicos

Atualmente o setor de prestação de serviços tem se apresentado como porta de entrada para muitos empreendedores brasileiros. 

Segundo os dados divulgados pelo Congresso Nacional de Jovens Empreendedores (Conaje), em 2018, cerca de 57,3% das empresas abertas faziam parte do setor de serviços. 

O esperado para este ano, 2020, é que os números aumentem devido à procura por investimento na área de saúde, transporte e alimentação. 

Confira a seguir dicas de como empreender no segmento de prestação de serviços

 

Cinco ideias de negócio para prestação de serviços

Se você, leitor, deseja empreender no empreender no segmento de prestação de serviços, nosso conteúdo pode te ajudar. 

A seguir iremos abordar quais são as áreas mais promissoras no mercado. Deste modo, atente-se em desenvolver diferenciais, para que assim consiga ter um maior destaque frente aos seus concorrentes.

Aproveite para ler: Quero abrir uma empresa – sociedade limitada ou empresa individual?

 

Atendimento em domicílio

Atualmente, independente da área de atuação, a grande maioria dos profissionais conseguem oferecer serviços via atendimento a domicilio. Se tornando assim um diferencial. 

Sendo assim, cada vez mais encontramos pessoas que tem preferência por receber profissionais em sua casa ao invés de se deslocarem. 

Criando assim uma demanda de serviços, bastante específica, permitindo o aumento de oportunidade para os empresários da área de saúde, esteticistas, manicures, cabeleireiros, manutenção em geral, dentre outros. 

 

Prestação de serviço às empresas

Outro ponto de importância relevância é a procura por profissionais prestadores de serviços formais, sejam eles MEIs ou Empresários Individuais.  

Possuir um CNPJ permite oferecer os seus serviços a diversas empresas, sendo esta uma ótima oportunidade de recolocação profissional, uma vez que se torna possível atender diversos clientes ao mesmo tempo. 

Além disso, atuar no mercado de forma legal permite fazer a emissão de notas fiscais requeridas muitas vezes por empresas ao contratarem serviços dos profissionais prestadores de serviços. 

 

Saúde, transporte e educação

Hoje, tanto as áreas da saúde, como de transporte e educação representam a maior demanda de serviços da atualidade, gerando assim um maior número de oportunidades. 

Desse modo, esse é o momento perfeito para empreender no segmento de prestação de serviços, nesta em áreas específico. 

 

Serviços de Informática

Outro segmento bastante rentável para quem deseja empreender no segmento de prestação de serviços é o de informático.

Diante do uso constante de computadores e celulares, os equipamentos ficam sujeitos a problemas, necessitando assim a manutenção, que deve ser realizada por profissionais qualificados. 

Dessa forma, os programadores têm como oportunidade no mercado a criação de websites, projeto de aplicativos, manutenção de equipamentos e etc. 

 

Serviços e itens de necessidade básica

Atualmente, tudo que causa impacto nas rotinas diárias das pessoas pode ser visto como oportunidade de serviço. 

Desse modo, para quem deseja empreender no segmento de prestação de serviços, deve-se compreender a demanda que existe por trás da oferta de serviços e necessidades básicas.

Ou seja, fornecer produtos como de confeitarias, padarias, alimentação congeladas e de vestuário. 

Além disso, a maioria destes negócios, requerem pouco investimento, sendo possível recuperar os valores de forma ágil. 

Leia mais: empreender em momento de crise: conheça 9 negócios promissores

 

Atente-se a elaboração de um contrato de prestação de serviços

Agora que já falamos dos segmentos mais promissores no mercado para quem deseja empreender no segmento de prestação de serviços, queremos ressaltar a importância da formalização de um negócio, especialmente quando falamos de acordo entre consumidores. 

Ou seja, quando um serviço é prestado, não há como fazer sua devolução, tendo assim depreendido tempo e mão de obra de um profissional. 

Sendo assim, a falta de pagamento pelos serviços entregues pode ocasionar prejuízos financeiros, podendo até ser significativos para o empreendedor que está começando agora no mercado. 

Desse modo, é preciso estar preparado e ter um bom contrato, que estabeleça regras claras para ambas as partes. Podendo até ter medidas aplicáveis em caso de inadimplência por parte dos clientes. 

Esperamos que o leitor tenha gostado deste conteúdo. Precisa de ajuda para formalizar sua atividade? Entre em contato agora mesmo com um de nossos especialistas.

Confira nosso blog e redes sociais e aprenda com nossas dicas como melhorar a gestão financeira de sua empresa!