Contabilidade para Médicos: as principais modalidades da Telemedicina

modalidades-da-telemedicina

Nos últimos meses, você consultou ou conhece alguém que tenha consultado com um médico por meio da telemedicina?

Durante o período de isolamento, devido a uma pandemia causada pelo novo coronavírus, muitas empresas tiveram que se reinventar e adotar as formas de trabalho virtuais.

Certamente, você já deve ter percebido que as clínicas médicas e diversos profissionais têm adotado a telemedicina como forma de continuar prestando o seu atendimento.

Isso porque, tal modalidade tem como principal objetivo a redução da propagação da doença e proteger as pessoas da contaminação da Covid-19.

No ano passado, o Ministério da Saúde publicou uma portaria que regulamenta a realização de atendimentos médicos à distância. A medida é válida para todos os atendimentos pré-clínicos, consultas e de suporte assistencial.

Se você quer entender melhor sobre as principais modalidades da telemedicina, leia o nosso conteúdo e saiba quais são.

O que é a telemedicina?

A telemedicina pode ser definida como a prática médica realizada de maneira remota e à distância. Em países como Canadá e Estados Unidos, esta é uma prática bastante utilizada. Enquanto no Brasil, ela só veio a ser adotada devido a pandemia do novo coronavírus.

A telemedicina teve início no meio da década de 1950, cujo principal objetivo era levar o atendimento médico a locais mais remotos.

No entanto, nesta época, os profissionais não poderiam contar com apoio dos recursos tecnológicos, tendo o telefone de linha fixa como o principal meio de comunicação.

Com o constante avanço das tecnologias e a criação de novos meios de comunicação, hoje se torna possível a realização de consultas de maneira mais prática, por meio de smartphones, tablets e computadores.

Aprenda mais lendo: Imposto de renda para médicos: como declarar?

Como as consultas são realizadas por meio da telemedicina

Como o leitor pode compreender, a telemedicina compreende as práticas médicas realizadas à distância. Mas para que o leitor possa compreender melhor este assunto, vamos explicar quais são as principais subdivisões. Vamos lá?

Teleconsulta 

A teleconsulta é uma modalidade da telemedicina que envolve, em sua realização, o suporte de recursos tecnológicos. O que possibilita que profissionais da saúde e pacientes estejam em locais separados e mesmo assim recebam atendimento médico.

Este tipo de prática vem sendo bastante utilizado em meio a pandemia do Covid-19, resguardando assim a saúde dos pacientes, que somente devem recorrer a uma unidade de saúde quando necessário.

Teleassistência 

O foco da teleassistência está sempre no acompanhamento de pacientes. Assim, um médico ou profissional da saúde pode fazer o monitoramento de forma remota, aumentando a eficiência dos tratamentos em casos clínicos que requerem este tipo de atenção.

Além disso, por meio da internet, é possível ter acesso a resultados de exames, que em alguns casos, podem direcionar o uso de medicamentos em novos tratamentos.

Leia também: Plano de saúde para PME: guia completo para escolher

Teleducação 

A teleducação vem sendo amplamente aplicada dentro dos mais diversos setores. Isso porque, a participação dos profissionais da saúde por videoconferências, palestras, videoaulas, programas de reciclagem vem aumentando a cada dia.

Esta é uma excelente ferramenta que visa capacitar novos profissionais, principalmente aqueles que se encontram distante de centro urbanos.

Emissão de laudos à distância

Uma das modalidades de telemedicina que mais crescem no país é a emissão de laudos médicos à distância. Isso porque, a sua realização facilita não somente o acesso dos médicos aos resultados de exames como também de pacientes.

Dessa forma, por meio da tecnologia, é possível realizar um exame dentro de qualquer localidade e acessar seu resultado de forma remota, estando conectado à internet.

Além dessas quatros subdivisões das modalidades da telemedicina, ainda é possível contar com o apoio da tecnologia em:

  • Cirurgias robóticas;
  • Troca de informações entre clínicas e instituições;
  • Assistência a pacientes de alto risco e com doenças crônicas;
  • Elucidação de casos clínicos entre médicos;
  • Assistência a pacientes sobre o resultado de exames laboratoriais.

Leia mais sobre: Abrir Uma Clínica Médica – Tudo que você precisa saber

Conte com apoio de uma contabilidade para médicos e veja sua empresa crescer

A contabilidade para médicos é uma importante ferramenta que pode ajudar o empreendedor desde o momento de abertura de uma clínica médica ao acompanhamento do seu desenvolvimento. 

Isso porque, ao empreender, o profissional da saúde precisará estar atento a diferentes modalidades, enquadramento tributário, natureza jurídicas e etc.

Deseja compreender melhor este modelo de serviço? Entre em contato com um de nossos especialistas e tire todas as suas dúvidas!

Nós, da AJCD Contabilidade, aplicamos a Contabilidade Consultiva para gerar resultados positivos para a sua empresa.

Se você gostou do artigo, fique ligado em: É possível revisar tributos pagos por pequenas e médias empresas?

Aproveite para curtir as nossas redes sociais e compartilhar o nosso conteúdo com os seus amigos!

Contabilidade para Médicos: as principais modalidades da Telemedicina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo