Emissão de nota fiscal: tudo o que você precisa saber

Confira o nosso artigo e descubra tudo que você precisa saber sobre a emissão de nota fiscal em sua empresa. Acompanhe conosco!

Todo empresário, mesmo que iniciante ou bastante experiente, apresenta dúvidas em algum momento de sua rotina acerca da emissão de nota fiscal.

Afinal de contas, é comum, ao gerir seu próprio negócio, que os profissionais acabem se sobrecarregando de responsabilidades, tendo que gerir sozinhos assim as suas vendas, estratégias para o crescimento de seu negócio etc.

No entanto, a gestão de processo contábeis, como por exemplo, a emissão de notas fiscais, requer uma atenção redobrada, além de conhecimentos técnicos específicos. 

Leia nosso artigo e esclareça suas principais dúvidas sobre o assunto. Confira a seguir tudo que você precisa saber sobre a emissão de nota fiscal em sua empresa.

Origem e importância da nota fiscal

A nota fiscal é um importante documento, que foi criado com o principal objetivo de registrar a transferência de propriedade de um produto ou sobre uma atividade comercial.

Desta forma, sempre que uma nota fiscal é emitida, ela está registrando a transferência de dinheiro entres duas partes, a de quem está vendendo e a de quem está comprando.

Além disso, ela também possui o papel de recolher impostos.

Aprenda mais lendo: Planejamento orçamentário empresarial 2021: como elaborar?

Para que serve uma nota fiscal?

Como mencionamos anteriormente, uma nota fiscal serve como um importante registro de trocas entre valores ou propriedades.

Dessa forma, ela oficializa os veículos financeiros, realizados em uma organização. Criando assim um histórico que pode ser consultado tanto pelos administradores, como clientes e também pelos órgãos fiscalizadores. 

Sendo assim, a nota fiscal protege a relação cliente entre clientes e negócios. Além disso, ela garante os direitos e deveres de cada uma das partes representadas.

Nota Fiscal Eletrônica (NF-e)

Na grande maioria dos municípios brasileiros, as empresas fazem a emissão da Nota Fiscal Eletrônica.

A NF-e, como é conhecida, é um modelo de documento digital que cumpre a mesma função de uma nota fiscal impressa.

Dessa forma, a nota fiscal eletrônica pode ser utilizada pelos empreendedores para documentar cada uma das operações de circulação de mercadorias.

Ressaltamos que a NF-e faz parte do Sistema Público de Escrituração Digital (SPED).

Quais são os principais benefícios da NF-e?

A emissão da Nota Fiscal Eletrônica promove para uma empresa como também às demais partes envolvidas uma série de benefícios. Confira:

  • Informações transmitidas de forma ágil e prática;
  • Processo simplificado, facilitando assim o trabalho operacional;
  • Redução de custos com impressão e armazenamento da documentação fiscal;
  • Desconto no IPTU e ICMS para o contribuinte vendedor;
  • Redução da incidência de erros no processo;
  • Maior transparência e credibilidade no processo fiscal;
  • Simplificação das obrigações fiscais.

Leia mais sobre: É possível revisar tributos pagos por pequenas e médias empresas?

Diferença entre nota fiscal e recibo de pagamento

É comum encontrarmos empresários que ainda fazem confusão entre nota fiscal e recibo de pagamento. Em meio a tantos documentos, é normal que isso aconteça.

No entanto, o recibo de pagamento não é um documento oficial. Logo, ele não serve para arrecadação de impostos do governo. Tendo como função somente a comprovação de recibo ou pagamento, garantindo assim tanto os deveres como os direitos de uma compra ou venda.

Dessa forma, um recibo não pode substituir uma nota fiscal, uma vez que não possui validade junto ao Fisco.

Quem precisa emitir notas fiscais?

Como mencionamos anteriormente, diversos modelos de empresa possuem a obrigatoriedade de emitir notas fiscais. Lembrando que a ausência ou emissão é considerada sonegação. 

Veja a seguir quais empreendedores não precisam emitir nota fiscais cobre a venda de seus produtos ou serviços:

  • MEIs;
  • PMEs;
  • Autônomos e freelancers.

Fim do emissor da Sefaz

Até pouco tempo atrás, Secretaria da Fazenda (Sefaz), possuía um programa emissor gratuito de notas fiscais.

Por meio dele, o empreendedor não apresentava custos ao emitir suas notas. Contudo, desde 2017, este programa não recebe mais atualizações e também não se encontra mais disponível para download.

Essa mudança ocorreu de forma gradual, mas principalmente como consequência natural da evolução da gestão financeira no país. 

Esperamos que o leitor tenha gostado deste conteúdo sobre a emissão da Nota Fiscal. Precisa de ajuda com o pagamento de imposto de sua empresa?

Entre em contato com um de nossos especialistas e tire toda as suas dúvidas! Se você gostou do artigo, fique ligado em como o: Sua Empresas está crescendo? Como migrar de MEI para ME

Emissão de nota fiscal: tudo o que você precisa saber

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo