12 jan 2020

Como manter o Controle Financeiro após a abertura da empresa?

Como manter o Controle Financeiro após a abertura da empresa?

O controle financeiro é o exercício de observação constante de todas as informações referentes a entradas e saídas de dinheiro.

Uma grande preocupação dos empresários que tem a intenção de manter as contas em dia, assim que abrem um negócio, é de como fazer isso. É necessário possuir uma boa visão de futuro e, principalmente, planejamento bem estruturado.

Assim, nós da AJCD Contabilidade digital, elaboramos esse texto com três dicas sobre manter o controle financeiro após a abertura da empresa.

O que é controle financeiro?

O controle financeiro é um coletivo de ações feitas dentro do ambiente empresarial a fim de melhorar os resultados financeiros. Além disso, ele ajuda a manter as informações atualizadas de acordo ao que está na ocorrendo no momento.

Todas as ações que influenciam a atividade financeira da empresa pertencem ao conjunto que determinam o que é controle financeiro, desde o comando de contas não pagas e fluxo de caixa, até planejamento do orçamento anual, precificação de produtos, entre outros.

Ter o controle também indica ter uma área financeira estruturada, com informações e relatórios que possibilitam aos gestores decidir baseados em dados reais, além de compreender a tendência financeira do negócio em relação a lucros e prejuízos e investimentos.

Conheça agora três dicas que irão auxiliar no controle financeiro após abrir sua empresa.

Tenha um bom fluxo de caixa

O fluxo de caixa é um sistema de controle financeiro que indica as entradas e as saídas de capital de um negócio em um certo período de tempo. Todas as transações financeiras deste período precisam ser assinaladas no fluxo de caixa:

  • Empréstimos;
  • Reembolsos;
  • Rendimentos ou desvalorizações de investimentos;
  • Receitas;
  • Despesas;
  • Contas a pagar;
  • Contas a receber, etc.

Desta maneira, é imprescindível que você, gestor, tenha montado um fluxo de caixa em sua empresa para possibilitar um bom controle financeiro, afinal, com ele é possível ter previsões de quanto irá receber e pagar no período próximo e organizar qual o nível de precisão sobre capital de giro, por exemplo.

Além disso, é primordial que você consiga ter mais receitas do que despesas para possibilitar arcar com todos os custos da sua empresa e ainda ganhar dinheiro.

Mantenha um capital de giro estável

São necessários recursos a fim de que a empresa funcione diariamente, pois sem eles nem seria viável sua existência.

Assim, para que um negócio realize o comércio de produtos é preciso que ela tenha adquirido estes produtos, sendo obrigatório possuir capital. Além desse ponto, todo o negócio tem outros gastos e despesas, como pagamentos de salários, impostos, entre outros.

O volume de capital de giro usado por um empreendimento é de acordo com o seu volume de venda, política de crédito e do status de estoque mantido.

 O cálculo é realizado de forma simplificada, em que é necessário ser somado o valor de contas a receber com o valor que possui no estoque, e diminuir pelo valor somado de contas a pagar com impostos e outras despesas.

Possuir um capital de giro estável auxilia muito para o controle financeiro, já que é a partir dele que terá a possibilidade em realizar os negócios e transações na sua empresa, assim como é primordial para a tomada de decisões.

Isso porque caso você tenha recursos para preservar o seu negócio funcionando de maneira saudável, é possível ter segurança de realizar planejamentos para que ela se desenvolva de forma considerável e satisfatória.

Realize a precificação de produtos de forma correta

Precificar os produtos que são vendidos da forma correta é uma ótima forma de um controle financeiro eficaz na sua empresa.

 Muitos comércios tendem a errar ao precificar seu serviço ou produto. Isso porque não leva em consideração todos os pontos que resultam em um cálculo do preço final de um produto, podendo atrapalhar no processo.

No momento de precificar os produtos, é fundamental entender que em todos os custos possíveis que este serviço ou produto pode oferecer para o seu negócio, é preciso conhecer

  • Qual a margem que tem a intenção de ter sobre a venda;
  • Qual a relevância;
  • Qual o valor do produto nas empresas concorrentes;
  • Como o produto é visto no mercado, etc.

Esperamos que essas dicas auxiliam a você, empreendedor, no momento de manter o controle financeiro, mesmo depois de abrir sua empresa. Sendo assim, ao aplicar as pontuações, você conquiste o objetivo principal, que é realizar mais vendas e obter um maior lucro e crescer muito mais.

Conheça mais sobre o assunto em Como vender serviços? Entenda como gerar confiança!

Também indicamos a leitura de mais artigos relacionados no blog.

Acompanhe também nossas redes sociais.