29 jul 2019

Como abrir um negócio online

Como abrir um negócio online

Com o crescimento do mercado é cada vez mais comuns empreendedores terem o interesse em abrir um negócio online para vender produtos ou serviços. 

Um negócio online é um negócio onde todas as etapas da venda de um produto acontecem totalmente na Internet, podendo o produto ser digital (produtos que são consumidos em meios eletrônicos como cursos, ebooks…) ou produtos físicos.

Segundo dados apresentados pelo 38º Webshoppers Ebit/Nielsen, empresa que pesquisa a reputação de lojas virtuais e mede dados do mercado online, os negócios online faturaram 23,6 bilhões no primeiro semestre de 2018. Em relação ao mesmo período do ano anterior, o e-commerce cresceu 12,1%. Isso é um crescente que vem se mantendo firme e mostra o quanto investir no universo online tem sido lucrativo.

Passos para você criar seu negócio online

1- Escolha um nicho de mercado para atuar

Como toda empresa, é preciso fazer um planejamento prévio para que o estabelecimento progrida da melhor forma. Dito isso, definir o nicho de mercado, ou seja, quem é seu cliente. Nessa etapa, é interessante fazer uma pesquisa de mercado.

2- Elabore um plano de negócios

Nessa fase, ele vai colocar no papel as ideias elaboradas na etapa anterior, além de dados financeiros e forma como chegará aos resultados.

3- Abra a empresa

Para quem está começando e fatura até R$ 60 mil ao ano, os especialistas indicam o registro como Microempreendedor Individual (MEI). Nesse caso, é possível fazer o cadastro pela internet, na página do programa do portal do empreendedor.

Segundo o governo, o MEI é enquadrado no Simples Nacional e fica isento dos tributos federais (Imposto de Renda, PIS, Cofins, IPI e CSLL). O microempreendedor paga o valor fixo mensal de R$ 37,20 (comércio ou indústria), R$ 41,20 (prestação de serviços) ou R$ 42,20 (comércio e serviços), destinados à Previdência Social e ao ICMS ou ao ISS.

Para quem fatura acima de R$ 60 mil ao ano, o passo a passo da abertura é o mesmo de uma empresa tradicional e inclui registro na Junta Comercial, na Receita Federal (para ter o CNPJ), na prefeitura e na Secretaria Estadual da Fazenda, de acordo com o Sebrae.

4- Crie um site

Você está trabalhando com um negócio online logo é necessário ter um site bonito e acessível para o mobile. Para criar um site, o empreendedor precisará de uma plataforma para criação ou você pode contratar um profissional de web design, além disso é importante otimizar o site com as técnicas de SEO para melhorar qualidade do site e o ranqueamento nos mecanismos de busca, como Google.

5- Ofereça canais de atendimento ao consumidor

Não esqueça de colocar no seu site uma aba para atendimento ao consumidor desde perguntas frequentes, como sugestões ou críticas. Coloque também telefone, e-mail e chat online para oferecer outros canais.

6- Tenha um sistema de logísticas e entrega 

Você está lidando com produtos e serviços logo deve pensar como vai administrar as entregas. Seja pelos serviços de entregas ou entrega própria. Esse planejamento deve ser feito no seu plano de negócios.

7- Facilite as formas de pagamento 

Definindo a logísticas, deve ver as formas de pagamento que seu negócio vai receber dos seus serviços prestados. Existem algumas formas:

Cartão de crédito

Meio mais comum. O cliente digita o número de seu cartão diretamente no sistema da operadora, através de uma conexão segura. O lojista tem como custo uma tarifa mensal.

Boleto bancário

Opção necessária e destinada principalmente a clientes que não têm cartão de crédito ou não gostam de realizar transações com ele na internet. O custo para o lojista fica em torno de R$ 4 por boleto.

Facilitadores (PayPal e PagSeguro)

O cliente fornece as informações de conta no ambiente seguro da empresa e paga com seu cartão de crédito ou o saldo disponível. Depois disso, os facilitadores oferecem uma transferência online para a conta da empresa.

Transferência eletrônica de fundos (TEF)

O cliente digita sua senha em uma conexão direta com o banco (internet banking), que autoriza a transferência do valor de compra para a loja.

Tipos de Negócio Online

E-commerce

O e-commerce é uma alternativa de negócio online destinada a quem já possui um produto físico que deseja comercializar pela internet, independentemente de já ter uma loja física ou de estar dando os primeiros passos no universo empresarial.

Marketplace

O marketplace são plataformas online que reúnem produtos de diversas lojas, oferecendo uma gama muito mais ampla de itens. Ou seja, é como se fosse uma grande vitrine em que diversas empresas expõem seus itens.

Programa de afiliados 

Um programa de afiliados é uma espécie de cadeia de negócios online na qual promotores divulgam os produtos ou serviços de terceiros em troca de comissões.

Na prática, esse tipo de negócio funciona como uma teia de negócios na qual, além do detentor do empreendimento central, outras pessoas afiliadas ao produto ou serviço também podem entrar na rede ganhando participação nos lucros vindos de suas divulgações.

Dropshipping

Nessa modalidade, você só tem a loja virtual, isto é, o seu site com os produtos para vender. Você se concentra nas vendas dos produtos. Porém, você não o tem o estoque, e a entrega é realizada por outra empresa. Muitos negócios online têm sido construídos com esse modelo.

Uma das vantagens desse modelo é que você não precisa investir muito para montar, pois não precisará ter um estoque para o seu catálogo de produtos.

Criação de produções digitais 

São criadores de um produto digital (e-book e curso online) e que vendem esses produtores através uma plataforma de produtos digitais.  Esses produtos em todo seu processo de marketing, desde da criação a pós-venda acontecendo de forma online.

Conclusão

Viu como é fácil abrir um negócio online, seguindo os passos acima fica bem mais tranquilo. Qualquer dúvida entre em contato conosco para resolver as partes burocráticas. 

Leia outros artigos no nosso blog!

📍 AJCD é uma contabilidade digital simplificada onde você tem mais tempo para a gestão do seu negócio!