10 jan 2020

Balanço Patrimonial de uma empresa: por que é tão importante?

Balanço Patrimonial

O Balanço Patrimonial é o ponto central da demonstração financeira de uma empresa e obrigatório por Lei. Esse balanço indica como realmente está o Patrimônio do negócio, espelhando sua posição financeira em um determinado período.

Conforme a enorme relevância que o tema possui e pensando em como é complexo entendê-lo, abordaremos as informações de grande importância e pertinência da empresa. Confira!

O que é Balanço Patrimonial?

O balanço patrimonial precisa revelar um formato simples e padronizado. O alicerce é definido na Subchefia para Assuntos Jurídicos (Lei 6.404/76), que estabelece que o documento é dividido em três segmentos: o ativo, o passivo e o patrimônio líquido.

Mesmo que seja obrigatório por lei, o balanço patrimonial é a confirmação contábil primordial da empresa. Ele não é somente feito para cumprir apenas exigências legais, porém aponta de forma clara para onde está sendo destinado o capital, por exemplo.

De acordo com seus números, o documento possibilita aos gestores realizar uma série de análises financeiras da condição da empresa. Desta forma, isso auxilia a conhecer quais caminhos para que a empresa possa seguir com mais segurança e estabelecer uma melhor circunstância para o futuro.

Além desse fato, é uma importante ferramenta na redução de gastos e no gerenciamento de riscos. Utilizando o balanço patrimonial, é possível planejar o parcelamento das dívidas, diminuir possíveis processos judiciais e administrativos e procurar a amenizar a carga tributária.

Ativo

O balanço patrimonial ativo abarca todos os bens, direitos e demais recursos já usados pelo negócio para elaborar benefícios econômicos para o futuro. Na realização, são os investimentos que a empresa faz a fim de obter lucro.

Ele está separado em dois tipos.

  •  O ativo circulante: abarca os números que se encontram dentro do exercício social seguinte.
  •  O ativo não circulante: é aquele que cerca os bens de permanência duradoura e que são destinados ao funcionamento normal do negócio.

O passivo

O balanço patrimonial passivo está relacionado às contas atribuídas aos cumprimentos das obrigações com outrem. Assim, são eventos que também já ocorreram e que necessitam da liquidação por meio do ativo.

E como ocorre com o ativo, o passivo também é separado em circulante e não circulante. O passivo circulante abarca o pagamento das contas a um curto prazo, normalmente até um ano. Ou seja, já no exercício social seguinte.

Já o passivo não circulante cerca as contas a serem liquidadas em um longo período, ou depois de 12 meses.

O patrimônio líquido

O patrimônio líquido engloba os recursos próprios do negócio. Ele simboliza a diferença entre os valores do ativo e do passivo.

Desta forma ele é  composto, por:

  • Ajustes de avaliação patrimonial;
  • Reservas de lucros;
  • Capital social;
  • Reservas de capital;
  • Ações em tesouraria;
  • Prejuízos acumulados.

Quando o balanço patrimonial ativo é maior que o balanço patrimonial passivo, tem como resultado o patrimônio líquido. Porém, caso o resultado ocorra de forma ao contrário, em que o passivo seja maior do que o ativo, terá como resultado o balanço passivo a descoberto.

Leia mais sobre Por que optar por uma contabilidade digital?

Como fazer o Balanço patrimonial?

O Balanço Patrimonial é realizado por meio da junção de todos os lançamentos contábeis feitos no empreendimento de forma anual. Em síntese, ele é composto por todo  o registro de suas entradas e saídas de capital, compras de mercadorias e bens que adquiridos durante o período.

Diante de sua complexidade, o balanço patrimonial precisa ser feitos por um profissional especializado em contábil, capaz de realizar uma analise profunda dos números de sua empresa.

Conte com a ajuda de um profissional

Como falamos anteriormente, o balanço patrimonial é uma atividade obrigatória por lei e que precisa ser feito por um profissional da área contábil . Isso porque, o contador é o profissional responsável e competente pela realização dessa peça.

Além desse fato, ele tem o entendimento preciso para apontar ao gestor os esclarecimentos que essa demonstração pode possibilitar. De acordo esses dados, o contador poderá ensinar e orientar os gestores sobre decisões que podem ser tomadas para diminuir prováveis problemas ou aprimorar o setor financeiro de uma empresa.

Para isso, conte com AJCD Contabilidade Digital!

Possuímos uma contabilidade digital permite mais rapidez, segurança e agilidade na troca de informações. Você não precisa se preocupar em guardar, organizar e mandar notas fiscais e documentos físicos para seu contador.

Este conteúdo lhe foi útil? Acesse nosso blog e fique por dentro de todas as nossa novidades e dicas que podem ajudar na gestão de sua empresa.